Digestão Pesada

Digestão Pesada: Como combatê-la?

Todos já tivemos a chatice de ter a digestão pesado depois de termos comido muito ou ter digerido um alimento que nos “caiu mal”. Há pessoas que sofrem deste problema de saúde de uma maneira constante, crónica.

A digestão pesada é um problema de saúde muito comum mas que, em principio, não nos deve assustar. Não é uma doença grave, apesar de não ser demasiado consultar um médico para descartar males maiores.

A maioria das vezes que isto acontece, é devido aos maus hábitos que adoptamos quando comemos. Em qualquer caso, as digestões pesadas são muito desagradáveis. A boa notícia é que podemos controlá-las, e por isso, aqui vão alguns conselhos de saúde para as prevenir e aliviá-las.

O que é a digestão pesada e porque acontece?

Uma má digestão e uns maus hábitos são os principais responsáveis pela digestão pesada. Se te acontece com demasiada frequência, então podes ter algo conhecido como dispepsia. Isto quer dizer que o teu sistema digestivo não funciona como deve e pode ser devido a diferentes causas:

  • Uma alimentação incorrecta
  • Maus hábitos de vida
  • Alergias ou intolerâncias alimentares a algum alimento
  • Gastrite emocional, muito frequente quando se sofre de stress
  • Doenças do aparelho digestivo, como podem ser as úlceras;

Há alguns alimentos que são mais difíceis de digerir. Por exemplo, se comeres um cozido, o mais provável é que sofras de digestão pesada, por se tratar duma refeição que contém muita gordura.

Se és dos que se sentem inchados depois de comer e sentes dores e gases no teu estomago, é porque sofres de digestão pesada.

Também há pessoas que sofrem problemas digestivos quando consomem um alimento em concreto. Isto pode ser devido a uma alergia ou intolerância alimentar, como é o caso de algumas pessoas se ingerem glúten, o da intolerância à lactose, quando se consomem produtos lácteos.

Como podemos melhorar a nossa digestão?

  1. A primeira regra para que o nosso estômago possa trabalhar em boas condições é ter hábitos saudáveis na alimentação. Os fritos, o álcool e o tabaco podem irritar o estômago. É melhor evitar substâncias destas.
  2. Comer devagar. Normalmente comemos com pressa. Somos hiperativos inclusive à hora de comer. E comer com ânsia enquanto se fala contribui a gerar os problemas que prejudicam a nossa digestão: por um lado, inspiramos o ar, e depois, não mastigamos correctamente, sendo que é o nosso estômago a lidar com os alimentos mal mastigados.
  3. Também é importante beber água. Manter-se hidratado é vital para o funcionamento dos nossos órgãos e saúde digestiva. No entanto, deves evitar as bebidas com gás.
  4. Os medicamentos são muito agressivos para o nosso estômago. Nunca tomes um medicamento se o teu médico não to receitou. E se tiveres que tomá-lo, faz uso de um protector de estômago.
  5. O sal retém líquidos, por isso, quantas menos vezes o utilizares nas tuas comidas, melhor. O que se tem que fazer é comer alimentos com fibra, já que esta é necessário para a digestão e para eliminar bem resíduos. Apesar de, às vezes, um excesso de fibra também dificultar a digestão.
  6. Nunca te deites imediatamente depois de jantar. O jantar deve ser uma comida ligeira, pois pode provocar refluxo, o que é desagradável.
  1. Recorre às infusões. Há plantas que ajudam a realizar a digestão, como a erva-doce, hortelã-pimenta, camomila, gengibre ou erva-cidreira. Combatem o stress, eliminam os gases, previnem a aparição de casca de laranja e acalmam o estômago.