Sofia, dadora

Pude partilhar a vida.

Sinto-me orgulhosa de mim mesma.
Não é pela compensação, é pela importância do que estás a fazer. Estás a ajudar uma mulher que quer ser mãe a trazer um filho ao mundo e a realizar o seu sonho. Isso não tem preço, é um ato generoso que te preenche como pessoa. Eu doo e convido as mulheres da minha universidade a que também o façam.

 

(*) Fotografias não reais para preservar o anonimato da dadora

Também te pode interessar