As Infecções por coronavírus

Infecções por coronavírus: medidas de prevenção

No passado mês de março, grande parte do mundo foi forçado a confinar, permanecendo em casa, e a reduzir o contato social tanto quanto possível devido ao aumento das infeções por coronavírus. Essa situação era nova para todos. Tivemos que trocar as idas para a faculdade pelas aulas online, as reuniões no escritório para videoconferências ou do ginásio para os vídeos de desporto.

No entanto, os efeitos das infeções por coronavírus não se limitaram a esse período de confinamento. Hoje, vários meses depois, os hábitos de vida de praticamente toda a sociedade mudaram. Podemos sair e fazer muitas atividades como antes, mas é necessário tomar medidas extremas de segurança e prevenir novas infeções. Não só para a nossa saúde e a de quem nos rodeia, mas para garantir um futuro social e económico melhor para os próximos anos.

Infecções por coronavírus: principais formas de transmissão

As infeções por coronavírus ocorrem quando uma pessoa com o vírus expele pequenas gotículas que o contêm. Desta forma, quando as gotículas entram em contato com outra pessoa, ocorre o contágio. Para isso, devem entrar em contato com as narinas ou a boca, embora os olhos também possam ser outra fonte de transmissão.

Como indica a ONU, as infeções por coronavírus podem ocorrer principalmente de duas maneiras:

Contacto direto

Em primeiro lugar, por contato direto. Isso ocorre quando duas pessoas estão próximas, sem uma distância mínima de segurança. Como há tão pouco espaço entre os dois, se um deles, infetado com coronavírus, tossir, espirrar ou falar, pode enviar para o outro as gotículas que contenham o vírus.

A probabilidade de contágio por contato direto aumenta à medida que nos aproximamos da outra pessoa. Por exemplo, não corres o mesmo risco ao falar do que ao dar um abraço ou um beijo.

Contacto indireto

Em segundo lugar, temos o contágio por contato indireto. Nesse caso, o coronavírus pode ser transmitido quando uma pessoa infetada com covid-19 expele essas gotículas para cima de uma superfície ou objeto. Ao fazer isso, o vírus permanecerá ativo por algum tempo. Portanto, se outra pessoa tocar esses objetos com as mãos e os levar à boca, nariz ou olhos, ela pode ficar infetada.

Como prevenir infecções por coronavírus

A prevenção de mais infeções está nas mãos de todos. Para reduzir a probabilidade de propagação, só temos que seguir uma série de medidas de segurança muito simples. Estas são algumas das principais:

Uso da máscara facial

A máscara é uma das medidas de segurança mais eficientes. É especialmente importante usá-la quando estivermos em locais públicos, lotados ou com pessoas que não moram connosco.
Com a sua utilização, protegemos o nosso ambiente, pois embora não evite que sejamos infetados, evitamos que outros o apanhem caso nós tenhamos o vírus. Portanto, é uma questão de responsabilidade.

Infecções por coronavírus

Lave as mãos sempre que puder

Como mencionado acima, uma das formas mais comuns de contágio ocorre quando tocamos em superfícies que contêm gotículas com o vírus. Devemos lavar nossas mãos sempre que:

  • Toquemos em alguma superfície num lugar público
  • Depois de tossirmos, espirrarmos ou assoarmos o nariz
  • Tocarmos na máscara que usamos
  • Depois de entrar em contato com outras pessoas, especialmente se elas estiverem infetadas

Quando tocarmos nos nossos rostos, comida ou mesmo nas roupas, também é importante fazer uma lavagem completa em todas as partes da mão por, no mínimo, 20 ou 30 segundos.

Mantenha a distância mínima de segurança

Para evitar contágios diretos, devemos manter uma distância de pelo menos dois metros, em qualquer altura. Graças a isso, reduziremos as hipóteses das gotículas expelidas por uma pessoa infetada entrarem em contato com outra.

Desinfete os teus pertences com frequência

Todos os dias, tocamos em objetos como o nosso telemóvel ou computador dezenas de vezes. Portanto, temos que limpar e desinfetar essas áreas para evitar que o vírus permaneça nelas.
Além dessas medidas, existem outras medidas igualmente importantes, como o controlo da temperatura e dos sintomas, evitar ao máximo o contato direto ou cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar.

No IVI Doa temos um compromisso com o bem-estar das pessoas e, por isso, em todas as nossas clínicas e instalações temos tomado medidas de extrema precaução para evitar infeções por coronavírus. No entanto, se tiveres alguma dúvida ou preocupação, a nossa equipa vai ajudar-te a esclarecê-las sempre que desejares.