Cancro utero citologia

Cancro do colo do útero: a importância da citologia

A citologia é uma análise de rotina que não deve ser ignorada. É uma técnica de diagnóstico fundamental para a saúde das mulheres. É o mecanismo clínico mais eficaz para tratar rapidamente o cancro do colo do útero em estágios iniciais do desenvolvimento, pois permite detetar qualquer tipo de anormalidade.

O que exatamente é o cancro do colo do útero?

É uma doença que pode ser grave e que é gerada na mucosa que liga o útero à vagina. O seu desenvolvimento começa com a transformação das células do colo do útero em células cancerígenas que se reproduzem incontrolavelmente. Esta doença ocorre com maior incidência em mulheres entre os 40 e 55 anos.

Porque ocorre o cancro uterino?

Um dos fatores de risco mais proeminentes é a infeção por HPV (ou vírus do papiloma humano). Há um risco maior de o contrair entre o final da adolescência e na casa dos 30 anos. Além disso, durante o período da vida adulta continua a existir a possibilidade de ocorrer. Por esse motivo, é importante fazer exames regulares.

Além do vírus do papiloma humano, que outros fatores de risco existem?

  • O consumo de tabaco e o consumo de substâncias nocivas, como álcool ou drogas.
  • A promiscuidade sexual é uma forma de exposição e há uma probabilidade maior de contrair o vírus do papiloma humano.
  • Ter relações sexuais em idade precoce.
  • O consumo de medicamentos que enfraquecem o organismo: as mulheres que estão sob tratamento contra o HIV ou outro tipo de cancro estão mais expostas.
  • Herpes vaginal também aumenta as chances de sofrer desta doença.
  • O não uso de preservativos como método contracetivo. O preservativo é um contracetivo de barreira, que protege contra doenças sexualmente transmissíveis (ao contrário dos contracetivos orais).

Todas as mulheres devem submeter-se a uma citologia?

Se já passaste os 21 anos de idade ou já tiveste relações sexuais, é importante que te submetas a este exame médico com alguma regularidade. É melhor fazê-lo pelo menos uma vez por ano.

Para que esta análise seja tão eficaz quanto possível, é aconselhável que marques a consulta nos dias em que você não estiveres com o período. Também é aconselhável não fazer sexo pelo menos nos dois dias anteriores ao exame e deves suspender o uso de creme ou gel íntimo nos dias anteriores, para não alterar as condições naturais daquela área do corpo. O objetivo será que os teus genitais estejam no estado mais natural possível e estejam livres de fluxos ou qualquer alteração de origem artificial.

O exame consiste em extrair células por raspagem suave. Essas células são recolhidas e enviadas para laboratório para análise, o que leva entre 3 a 8 dias até obter resultados. O teu ginecologista irá analisá-los e informar-te sobre os resultados. Aproveita a oportunidade para perguntar o que quiseres e não ficares com dúvidas, este tipo de testes servem para ficares tranquila.