virus do papiloma humano

O vírus do papiloma humano: A DST mais frequente

O vírus do papiloma humano (HPV) pode ser encontrado em mais de 100 variantes e 15 delas podem causar cancro do útero. O HPV é transmitido através de relações sexuais, mas também pode propagar-se durante o parto. É a doença sexualmente transmissível mais comum. Sabias que 80% das mulheres foram infetadas por algum tipo de HPV?

O vírus do papiloma humano tem cura?

Em alguns casos, o HPV desaparece sozinho e sem necessidade de tratamento. Estes tipos de remissões são geralmente comuns entre 4 semanas e 2 anos após o aparecimento do vírus. É especialmente comum em pessoas que têm um sistema imunológico forte e muitas vezes não adoecem com frequência. Normalmente, esse tipo não manifesta nenhum tipo de sintoma, embora possa infetar outras pessoas.

Quando um paciente descobre que sofre de HPV mas não apresenta nenhum sintoma, será o médico quem deve avaliar se algum tipo de tratamento deve ser realizado. Além disso, nesses tipos de casos, é aconselhável consumir alimentos ricos em vitamina C, como laranja ou kiwi, para fortalecer o sistema imunitário.

No geral, os pacientes que manifestam sintomas claros não costumam ficar completamente curados. Eles podem atenuar os sintomas e fazer as verrugas desaparecerem por meio de um tratamento específico feito pelo ginecologista, mas o vírus do papiloma raramente é eliminado pelo tratamento.

Embora o tratamento não elimine o HPV em muitos casos, é importante submeter-se a ele porque a infeção pelo HPV aumenta o risco de cancro.
Para eliminar o vírus, é melhor usar os medicamentos prescritos pelo médico e usar medidas de prevenção e proteção, como preservativos, em qualquer relação sexual.

virus do papiloma humano

Como podemos identificar o Vírus do Papiloma Humano?

O vírus do papiloma humano manifesta-se através de diferentes sintomas, embora o mais comum seja o aparecimento de verrugas nos genitais da pessoa afetada. No caso das mulheres, este tipo de verrugas é geralmente mais comum na região do colo do útero (nestes casos elas estão escondidas da vista e podem ser mais difíceis de detetar).
Em muitos casos, nenhum sintoma visível aparece na forma de verrugas, embora a pessoa afetada esteja realmente infetada. Isso geralmente é mais comum em homens, mas também pode ocorrer em mulheres. Para diagnosticar a presença do vírus é necessário realizar uma análise clínica visual, acompanhada por uma biópsia.

Em que consiste o tratamento do Vírus do Papiloma Humano?

Existem duas maneiras de abordar o tratamento médico do Vírus do Papiloma Humano:

  • Através de pomadas e soluções médicas superficiais:

O fornecimento de ATA ou ácido tricloroacético deve ser feito numa solução entre 70 e 90%. Por outro lado, a podofilina deve ser aplicada em soluções alcoólicas de 15%.
Ambos os medicamentos devem ser administrados uma vez por semana e devem ser acompanhados por pomadas, como a podofilotoxina a 0,15%. Atualmente, esses tipos de agentes são os únicos capazes de reduzir o risco de sofrer de doenças mais graves, como o cancro, e obter a cura. Mesmo que as melhoras possam surgir lentamente e o tratamento possa ser um pouco caro, atualmente é a única alternativa para enfrentar o vírus do papiloma humano.

  • A partir de cirurgia laser:

Geralmente é realizada em várias fases e na presença de uma equipa médica especializada.
Lembre-se que este tipo de solução deve ser aplicada por um profissional especializado e sob a supervisão do seu médico ou do seu ginecologista. A nossa equipa médica da IVIDoa pode ajudá-la, se precisar.

virus papiloma humano